Início Artigo Desenvolvimento de Jogos

Desenvolvimento de Jogos

581
0
COMPARTILHAR

Existem vários tipos de estratégias para desenvolvimento de games e sei que não é possível criar uma solução única para todos pois, cada caso tem suas peculiaridades.

Talvez você já saiba um pouco da minha história, mas há uns 10 anos quando eu criei minha primeira empresa de desenvolvimento de games com um sócio, nós quebramos depois de dois anos tendo prejuízos. Foram dois anos investindo mais do que recebendo, até que chegou um ponto em que desanimamos e fechamos as portas. Foi muito difícil, o sonho tinha acabado…

Mas refletindo sobre a situação, um tempo depois, entre outros problemas, um dos mais graves foi a estratégia que adotamos.

Para nós programadores é muito fácil e prazeroso focarmos na parte técnica, e ela é MUITO importante, mas sem um planejamento estratégico, dificilmente vamos conseguir viver do nosso sonho. Por isso eu estudei muito e testei vários métodos e estratégias de planejamento.

Metodologia

Eu vou falar um pouco sobre uma estratégia que eu aprimorei ao longo dos anos e que gera muito resultado.

Eu acredito que essa estratégia seja ideal para você que tem poucos recursos. Ela está totalmente ligada a conceitos de Lean Startup (altamente recomendado que você se aprofunde no assunto) e uma boa parte das empresas mais inovadoras do mundo já usaram e usam estes conceitos.

Um ponto muito importante que eu não vou aprofundar muito, mas que vale a pena lembrar, é que você deve ter em mente claramente o que você quer antes de começar. Pode ser que tudo mude, e isso é normal, mas tenha em mente exatamente o que você quer. Depois de uma avaliação muito criteriosa se você quer se dedicar ao máximo nesse projeto, você vai ter foco total. Não mude nada antes de finalizar a primeira versão.

A partir do momento que seu projeto base está estruturado e bem definido, inclusive sua forma de monetização e modelo de negócio, comece seu projeto como um MVP, que é o mínimo necessário para mostrar a essência do seu jogo.

Associando com nosso universo de desenvolvimento de games, o que deve ficar claro é que MVP não tem nada a ver com entregar um jogo mal feito antes de terminá-lo e jogá-lo definitivamente ao mercado.

Não é entregar um game cheio de falhas para saber o que os clientes acham dele e apontem os problemas, mas sim, entregar um game que representa o produto final que está para ser entregue, mas que trará apenas uma versão mais “clean”, mais “enxuta” — mas que, no entanto, já é suficiente para mostrar a sua proposta, a essência do seu jogo.

Para desenvolvedores independentes e com poucos recursos, eu recomendo que o tempo de desenvolvimento de uma versão MVP não ultrapasse 12 semanas, essa é uma média que eu encontrei com minhas próprias experiências. Quanto mais demorado o período de desenvolvimento do seu game, maiores são as chances de ele não ser finalizado.

Depois de finalizado o desenvolvimento do seu MVP, você está preparado para colher feedbacks de alguns jogadores. Esses feedbacks devem servir de base para a melhoria contínua do seu jogo, até que você tenha certeza de que ele é viável e pode ser jogado no mercado sem chance de naufragar!

É um processo longo e de muita tentativa e erro!

Mas pode acreditar que vale muito a pena!

Você deve saber que game é um software. Muitas pessoas acreditam que podem desenvolver games sem saber programar, na verdade até existem algumas ferramentas que podem ajudar a fazer isso, mas com certeza, as chances são muito reduzidas de se fazer algo diferenciado, impressionante e que se destaque. No geral essas ferramentas são muito limitadas! E para nós programadores a nossa criatividade é o limite e a partir dela podemos desenvolver qualquer coisa.

Sabendo que game é um software, e na maioria dos casos, um software extremamente complexo em comparação a sistemas corporativos (cadastro de clientes, e-commerce, etc), devemos usar técnicas de melhores práticas, metodologias de desenvolvimento e também nos preocupar em aperfeiçoar nossas habilidades como desenvolvedor/programador.

“Um projeto nunca vai ser perfeito.

Na maior parte da sua vida de desenvolvedor você estará evoluindo e consequentemente seu código feito anteriormente estará pior. Mas não se preocupe, todo código mais cedo ou mais tarde será reescrito, então tente sempre aproveitar o que você já tem de valor no seu software.

“Feito é melhor que perfeito!

Eu falo muito em qualidade, mas você não deve desanimar porque acha que seu código não está bom, continue em busca do seu objetivo que é finalizar seu game.

Não se prenda aos detalhes, foque primeiro no todo, finalize, lance a primeira versão e vá melhorando aos poucos.

NOTA : Se você já está no mercado de desenvolvimento de software, use isso a seu favor, relacione os conhecimentos adquiridos como: controle de versão, metodologia ágil, design pattern, testes e outros, para o desenvolvimento do seu game.

Vídeo Recomendado : Clique aqui para assistir – “Maior inimigo dos desenvolvedores de jogos?”

Game Engine

Um outro ponto muito importante para criar um jogo de qualidade é usar uma Game Engine.  Afinal, não tem por que reinventarmos a roda e eu não recomendo ninguém com poucos recursos a iniciar um jogo totalmente do zero sem uma Game Engine.

Não estou falando de qualquer Game Engine mas uma que atenda alguns requisitos básicos:

  • Fácil manipulação de recursos gráficos (modelos 3d e/ou Sprites)
  • Multiplataforma
  • Comunidade e documentação forte
  • Flexibilidade (possibilidade de criar qualquer estilo de jogo)

Quanto mais facilidades para aumentar a produtividade melhor. Existem várias Game Engines no mercado e eu poderia fazer um comparativo para avaliar a melhor opção, mas eu vou direto ao ponto:

-A GAME ENGINE que eu recomendo é a Unity.

Vídeo Recomendado : Clique aqui para assistir  “Unity vs Unreal | Qual melhor Game Engine?”

A Unity atende todos os requisitos que eu mencionei acima e muito mais.

No Unity você pode usar duas linguagens de programação, o C# e UnityScript (Sintaxe semelhante ao JavaScript). Como o UnityScript é mais limitado e tem pouco material de estudo em comparação ao C#, nós devemos usar o C#.

NOTA: Se você já é programador e domina uma outra linguagem de programação eu recomendo que você comece a aprender o C#. Ela é muito parecido com linguagens populares como JAVA e C++ e, caso você conheça alguma dessas linguagens, em poucos dias já irá conseguir programar com C# e economizar MUITO tempo com uma GAME ENGINE de extrema qualidade como o UNITY.

Como eu disse na apresentação, meu maior intuito com o Game Lab é criar uma comunidade de desenvolvedores de games comprometidos, assim sendo, vamos sempre nos ajudar e dessa forma é melhor que todos nós sigamos um padrão de Game Engine e linguagem de programação.

Inclusive eu criei um treinamento completo e totalmente gratuito de Unity para iniciantes. O treinamento que eu chamei de “primeiros passos Unity” tem como objetivo ensinar qualquer pessoa a desenvolver jogos do absoluto ZERO, e ele foi cuidadosamente planejado para que, seja simples e fácil para um iniciante e, ao mesmo tempo, seja BASE para quem quer se PROFISSIONALIZAR.

O treinamento completo está disponível no Youtube. (47 Vídeos)
LINK PARA O TREINAMENTO GRATUITO

Este artigo é um trecho do “Guia passo a passo : Como criar jogos lucrativos”.
Você pode fazer download do guia 100% gratuito.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O GUIA COMO CRIAR JOGOS LUCRATIVOS